Outono

Outono

31 de mar de 2012

O drama do lixo

Quando chegamos na casa do meu pai aqui na Alemanha eu me senti uma retardada.

Sim, pois eu não conseguia fazer nada sozinha. Tinha que perguntar tudo pro meu pai, pro meu irmão.

Eu não conseguia acender a luz do banheiro, por exemplo, pois aqui o interruptor da luz do banheiro fica do lado de fora do banheiro (alguma paranóia com choques em ambientes úmidos talvez). Legal pra aprontar uma sacanagem com alguém, né?

Eu não sabia abrir a janela pois tem todo um esquema diferente de abrir a janela aqui, qualquer dia eu mostro.

Mas entre essas e outras dificuldades a maior mesmo foi não conseguir jogar o lixo no lixo. Sim, uma coisa tão simples pode virar um drama pra um ser humano, pois a vida toda a gente joga o lixo no lixo, mas aqui é totalmente diferente, e quem erra pode no mínimo levar uma bronca do vizinho por estar jogando o lixo fora errado. E o sentimento de não saber mais fazer uma coisa tão óbvia é muito deprimente.

Então que eu resolvi escrever um post dedicado ao lixo. Porque agora, depois de 3 semanas na Alemanha eu sinto que entendo um pouco mais como é o esquema. Vamos lá?

Essa é a minha pia da cozinha (toda cheia de louça pra ser lavada, hehe, ignorem, por favor).



No Brasil todo ser humano normal tem as panelas, a máquina de lavar louça ou algo assim embaixo dela, certo? Mas como eu disse aqui é tudo diferente, e olha o que eu tenho debaixo da pia:



Pois é, o meu lixo!

Aqui a gente tem que ficar guardando o lixo até o dia certo de colocar ele pra fora. Então, os que estão em baixo da pia são:

O saco amarelo



Esses sacos de lixo amarelos a gente pega de graça na prefeitura, e neles coloca apenas embalagens vazias. Duro é que a prefeitura passa recolhendo os sacos amarelos apenas 1 vez por mês, então eles se acumulam rapidamente. O da foto já está quase lotado e já tenho outros dois guardados no porão, esperando o próximo dia de coleta (a última foi no dia 21.03).



No dia da coleta do saco amarelo todo mundo coloca eles na calçada e o caminhão de lixo passa e um lixeiro vai jogando no caminhão, bem parecido com o Brasil.

A minha caixa de papéis e papelões



Na frente da nossa casa tem um latão de lixo de papéis, mas antes de colocar meus papéis lá eu deixo dar uma acumulada em baixo da pia. A coleta de papel também acontece apenas uma vez por mês.


A minha coleção de garrafas PET



Agora ela está pequena, mas já esteve bem grandinha. Aqui o esquema com garrafas PET funcina assim, você compra por exemplo uma coca-cola 2 litros no supermercado e paga 1,30 euro. Aí na hora de passar no caixa já é cobrado automaticamente mais uma taxa de 0,25 euro, que é a taxa da embalagem. Daí quando você já tem uma coleção razoável de garrafas em casa enchendo o saco você leva todas de volta no mercado e coloca numa "terrível máquina comedora de garrafas". Cada vez que você coloca a garrafa na máquina ela gira a garrafa até ler o código que identifica que ela é uma garrafa pela qual se pagou a taxa (Pfand) e vai somando 0,25 euro à sua conta. A garrafa entra na máquina e a gente escuta o barulho dela sendo triturada lá dentro. Garrafas pelas quais não se pagou a taxa são "cuspidas" de volta pela máquina, aí a gente joga essas no lixo normal de embalagem. O símbolo de uma garrafa pela qual se pagou o Pfand é esse:



No final, digamos que eu joguei 6 garrafas na máquina, quando eu termino eu aperto um botão verde e ela imprime um ticket pra mim no valor de 1,50 euro que eu posso depois descontar no valor da minha próxima compra.

Bom, com isso eles garantem que a galera não vai ficar jogando garrafas PET pra todo lado e poluindo o ambiente. Eu achei bem legal!

Continuando, temos ainda as minhas duas lixeiras gêmeas pra orgânicos e o restante:



Elas ficam sobre um "trilho" pra poder puxar elas pra fora e jogar as coisas com mais facilidade nelas.



Olha elas abertas, que bonitinhas!



No lixo orgânico a gente tem que colocar uma sacola de lixo especial que a gente compra no mercado, que é biodegradável, e tal. Nesse lixo vai realmente só o que é orgânico, pois esse lixo depois é recolhido pela prefeitura (a cada 2 semanas) pra virar adubo.

E o resto vai no lixo de resto. Papéis toalha melecados, fraldas, cabelos, cotonetes, etc. Esse lixo é recolhido também a cada duas semanas e é incinerado.

Lá fora da casa tem também um latão comunitário de lixo orgânico e um latão individual de lixo resto. Tem gente que não tem paciência de separar o lixo orgânico e joga tudo no resto. Mas eu achei mais legal fazer tudo bonitinho!

Me disseram (o Marcelo que viu, eu ainda não vi) que o lixeiro dos lixos dos latões (papel, orgânico e resto) nem toca no lixo. Que é o próprio motorista do caminhão que desce do caminhão, ajeita o latão perto do caminhão, engancha ele, aí o latão é automaticamente esvaziado no caminhão e volta pra calçada.

Ah, mas vocês achavam que acabou, é? Não acabou não!!!!

Ainda tenho uma linda coleção de vidros



E uma sacola de roupas e sapatos velhos. Pra esses tem na cidade alguns pontos de coleta, e a gente tem que levar até lá. Os vidros têm que ser separados em vidros verdes, marrons e transparentes. Os sapatos têm que ser amarrados os dois pés, pra não virar confusão. Os sapatos e as roupas até onde eu sei são doados.

Além disso tem ainda os dias especiais de colocar na calçada restos verdes, de folhas, poda de plantas, galhos, etc. E na terceira semana de janeiro tem o dia especial de coleta de árvores de natal. E eu ouvi dizer que também tem o dia de colocar pra fora móveis, eletrodomésticos, essas coisas que a gente não quer mais. Se você precisar jogar fora algo assim fora de época tem que levar o objeto num lugar especial (chamado Sperrmüll) e pagar pra deixar ele lá, se não me engano meu pai disse que se paga por quilo em torno de 0,04 euro.

Pois é, lixo aqui é coisa séria! Eu acho ótimo, da trabalho mas é pelo bem de todos. Só tenho que dar um jeito de nunca esquecer o dia certo de colocar o lixo pra fora pra não ficar tudo acumulando... Pra isso temos até um calendário dos dias em que passa cada caminhão de lixo na cidade:



Segue a tradução dos termos:

cinza = lixo "resto"
amarelo = lixo amarelo
verde claro = restos de plantas
laranja = lixo orgânico
vermelho = lixo especial (acho que pilhas, tintas, latas de veneno)
verde escuro com WB = árvores de natal
azul = papel
cinza escuro = não sei, hahahahaha

É ou não de se sentir retardado?


PS1: Quem tá achando nojento isso do lixo ficar em baixo da pia, pode ficar tranquilo que nada fede. As embalagens eu lavo antes de colocar no saco amarelo, e as lixeiras de orgânicos e restos são bem vedadas, não escapa cheiro nenhum.

PS2: Isso tudo que eu descrevi é referente à minha cidade, as datas variam de acordo com a cidade e o jeito de lidar com o lixo pode variar de estado pra estado, também, pelo que eu entendi.

PS3: Nojento esse post, não? Peço desculpas aos mais fracos de estômago, mas se vocês leram até aqui é sinal de que sobreviveram. Prometo um post mais cheirosinho na próxima.

28 de mar de 2012

O quarto da Marina

Oi pessoal!

Acabamos de chegar do parquinho e o sol estava lindo no quarto da Marina, que está novinho. Fomos na IKEA na segunda e compramos um jogo de espelhos (7,99 euros), uma escrivaninha que vem com uma estantezinha pra colocar cacarecos (49,00 euros), uma cômoda (50,00 euros), um tapete roxinho (6 euros), uma cadeira de escrivaninha giratória e regulável (9 euros), uma almofada (4 euros) e um jogo de cama (em promoção, de 24 por 9 euros) lindo de florzinhas.

Ontem o Marcelo passou o dia montando, parafusando móveis e furando parede. Uma trabalheira, mas que compensou, e muito!

Nossa filhota agora tem o quarto dos sonhos dela! Tá curtindo um monte, e hoje já fez lição (sim, ela tem lição, normal) na escrivaninha nova, com o solzinho batendo pela janela.

Em baixo da cama ainda está vazio, mas queremos colocar um colchonete, almofadas, pra ela ler um livro, brincar, ou pra dormir uma amiga...

Abaixo as fotos, pra vocês verem. Não ficou lindo?














25 de mar de 2012

Notícias

Oi pessoal!

Eu sumi, né? Desculpem, eu não fui abduzida pela primavera, nem nada. Mas que eu tô encantada eu tô, porque a primavera está bombando. Temos tido dias lindos, hoje chegou a 21 graus, sol, lindo! Engraçado é que parece que as primeiras flores da fila da primavera são as brancas. As rosas tem algumas, mas tudo o que é flor branca está carregado. Será que as flores da Alemanha também respeitam ordens de cores? hahahahaha











O que está faltando é tempo, mesmo. Tem sempre muita coisa pra fazer, pra resolver. E de manhã estamos acordando cedinho, então de noite não tenho tanto pique pra ficar até a meia-noite escrevendo.

Além disso, eu não tenho muitas fotos novas. Bom, fotos novas eu tenho, mas são muito iguais às que eu já postei antes, da cidade, das crianças nos parquinhos, de flores (o Marcelo fica reclamando que eu fico o tempo todo tirando fotos de flores e árvores, hehe)...

Mas resolvi ficar até mais tarde hoje escrevendo pra contar o que aconteceu de novo no resto da semana:

- A Marina está muito bem na escola, está entendendo o jeito diferente dos alemães de fazer contas de matemática (sim, até isso é diferente), continua adorando a professora, tem cada vez mais amigos, está entendendo o que eles estão aprendendo, já traz lição pra fazer em casa, enfim, está evoluindo bastante. Pra uma semana só de aula, está maravilhoso!

- A Marina já tem duas grandes amigas, a Larissa e a Ana Maria. A Larissa, que é da classe dela e senta do lado dela, veio aqui na sexta-feira à tarde brincar e a Ana Maria conhecemos no parquinho perto de casa no sábado. Ela tem 12 anos e fala espanhol, o que facilita bastante pra Marina e ela se entenderem. Com a Larissa é tudo na base da mímica, hehe! E as duas meninas são umas fofas! Levam a Marina pra andar pelo bairro, tomar sorvete, e no final trazer ela pra casa, porque ela ainda não sabe andar sozinha por aí. Amanhã a Larissa vem chamar a Marina pra brincar depois do almoço e na terça vem a Ana Maria. Engraçado foi a Ana Maria se despedindo no sábado, me perguntando se elas poderiam brincar de novo. E eu disse que ela poderia vir qualquer dia da semana que vem de tarde. Aí ela perguntou se poderia ser segunda, e eu disse que sim, que a Larissa também ia estar. Daí ela disse que então viria na terça (não que ela tenha algo contra a Larissa, mas é que acho que ela ficou preocupada em fazer muita muvuca). Eu disse que OK, e ela quis saber a que horas. Eu disse que podia ser qualquer hora, e ela disse se podia ser às 15hs. Isso confirma o que todo mundo fala que alemão não tem dessa de passar na casa do outro simplesmente. Tem que ser tudo marcadinho, certinho. Espero aprender com as crianças, hehe.

- Buscamos e montamos a cama do Rafa (compramos uma usada), montamos o armário e agora só falta o colchão, que acho que vamos comprar amanhã no IKEA (loja maravilhosa tipo a Tok&Stock do Brasil, oh mundo cruel, porque eu não tenho assim uns 30 mil euros pra gastar no IKEA?).

- Fiz mais uma entrevista (na verdade foi com o Marcelo) no Job Center pra poder receber a ajuda do governo, o Arbeitslosengeld 2. Na próxima quinta tenho mais uma.

- Tive uma reunião com a diretora da escolinha (Kindergarten) que fica aqui na esquina de casa sobre uma vaga pro Rafa, e não é que tem? Aqui na Alemanha não é tão fácil achar vaga pra crianças com menos de 3 anos, pois o governo só é obrigado a disponibilizar vagas pras crianças com mais de 3 anos. Mas até isso pra gente deu certo. Só que ele só pode entrar quando tiver 2 anos e 10 meses, ou seja, dia 1 de maio. Mas tudo bem, nesse meio tempo precisamos definir que curso de alemão o Marcelo vai fazer, pois depois que o Rafa for pra escolinha ele também pode começar a estudar. Ele vai estudar em Friedberg, uma cidade aqui perto.

- Os terrenos de plantações aqui por perto estão bombando com a primavera. Aqui na nossa rua não para de passar trator, caminhão, etc. E quando saímos do bairro e pegamos a estrada é difícil aguentar o cheiro de esterco, acho que estão adubando a terra, é dureza! Mas faz parte de morar no campo, hehe!







- Hoje começou o horário de verão aqui, então agora estamos com 5 horas a mais do que o Brasil.

- No sábado meu irmão, minha cunhada, bebezitas lindas e meu pai vieram almoçar aqui em casa. O Marcelo fez feijão preto, farofa, arroz, eu fiz a salada e comemos Bratwurst (linguiça) que meu pai fez no grill dele. Ficou bem brasimão o almoço, hehe! Mas estava ótimo, comemos pra caramba! Depois fomos ao parquinho aqui perto de casa.

- Eu fiz o bolo de cenoura, já temos as gades do forno, e deu muito certo! Só achei a cobertura meio estranha com o creme de leite que eu usei, vou ter que aprimorar. Mas fiquei feliz de poder fazer bolo de novo.

- Ontem a Marina foi dormir na casa dos primos e hoje de tarde fomos buscá-la e passamos a tarde em Harheim. Fomos conhecer outro parquinho lá e as crianças se divertiram. Depois viemos pra casa e ficamos conversando com a galera do Brasil pelo Skype (saudades!).

- Mãe, hoje finalmente fui dar uma varrida no nosso quintalzinho e descobri que aquelas palhas que estavam jogadas lá não eram palhas, mas o raio de um matinho alto que cresce no meio das pedras e que estava seco. Tive que arrancar tudinho com as mãos, oh céus! Quero ver se logo eu planto alguma coisa na floreira, se eu ajeito aquele canto.


Bom, acho que foi isso. E aí vão algumas fotos das crianças no parquinho que a gente foi hoje.

Beijos pra todos e prometo mudar um pouco de assunto no próximo post!



21 de mar de 2012

É primavera!!!!

Ontem, dia 20 de março, começou a primavera aqui no hemisfério norte.

E ontem, no caminho da escola da Marina, vimos as primeiras flores. Estava um frio de 0 graus, solzinho lindo, e elas estavam lá, na cerca de uma casa. Elas não estavam lá um dia antes. Parece que aqui até as flores seguem as regras. É no primeiro dia de primavera que elas aparecem. Uns dias antes alguns galhos estavam começando a ficar verdinhos, uns brotos apareceram, umas mini folhinhas nas plantas... Mas elas, as flores, o símbolo da primavera, apareceram ontem, no dia certo, e agora, hoje, começam a pipocar por toda parte!

Que lindo!

Abaixo vão fotos que eu tirei hoje de manhã no caminho da escola.














Boa primavera pra gente e bom outono pra quem está no Brasil!